terça-feira, 3 de junho de 2008

I'm afraid of a lot of things.

Uma extrema perfeccionista doentia? E cada dia parece que me conheço mais, e cada dia parece que me conheço menos. As vezes parece que meus pensamentos estão tão paranóicos, onde acho que tudo o que me rodeia fica contra mim, e eu, sem defesa. Sem argumentos, sem atitudes, sem graça, sem objetividade. Do avesso, do jeito errado. Onde fazer as coisas do que eu chamo de “jeito certo”, ainda estão em prioridade, mas elas não ocorrem. Falta força, e eu não sei de onde ela vem. Ou talvez até saiba e não queira acreditar. Cada minuto as coisas se tornam mais doentias ainda, tanto drama, não sei pra quê. Sempre fui tudo ao extremo; romântica, ciumenta, ambiciosa, mas também uma extrema individualista... E ao contrário do que muitos pensam, e na maioria fazem, ao invés de botar defeito em tudo antes de olhar pra si mesmos, eu decidi dar valor pra isso, e assumir a minha pessoa do jeito que ela é. Não vou e nem quero deixar de agir com o que sinto, mas algo ainda me incomoda. Talvez exista tanto um vazio dentro de mim, como também, a vontade de manter pessoas queridas pra sempre perto de mim. Eu vivo disso. Eu preciso de sorrisos, eu preciso de abraços de urso (haha), preciso de emoções baratas, mas também, das mais sinceras e verdadeiras.

.
Baby eu tenho medo de muitas coisas
Mas eu não tenho medo de estar amando você
Baby eu sei que você tem medo de muitas coisas
Mas não tenha medo do amor
Porquê as pessoas vão dizer todo tipo de coisas que não significam nada pra mim
Porque tudo que eu vejo é o que está na minha frente
E é você.
.
Modern Romance
Yeah Yeah Yeahs.

2 comentários:

Fang disse...

gostei do seu blog tbm! ;P

Like Teen Spirit disse...

a bee tá RBD, tá rebelde :x
rs