domingo, 5 de agosto de 2007

Não dá para controlar, não dá. Não dá pra planejar.

Mudei, optei pelo convencional, inovei. Ajudei quem podia, pisei em quem merecia, ao meu lado guardei apenas quem valia, e são poucos. Perdi graça em acreditar que palavras são suficientes, moldam ou constroem. Palavras nada dizem, nada sobre ti. Aprendi que com elas apenas formarei pessoas - e eu optei por aprender a vivê-las. Deixei de acreditar na busca constante de respostas, descobrir novas perguntas pode ser bem mais instigante. E, sinto muito, mas eu não sinto pouco. "E o medo de quebrar a cara, Alessandra, onde tu deixou?" Deixei enterrado, muito obrigado. Quem garante que não o faria ao tombar com o próximo muro que encontraria pela frente? O único medo que encontro por aqui é o medo de algum dia deixar de sentir por medo. E fácil te diria: quem deixa de sentir, deixa de viver. Perdi graça, perdi tudo, perdi nada e só aí descobri a graça em novamente tentar.

Eu não sei, eu sinto.


Lobão - Rádio Blá

Ela adora me fazer de otário
Para entre amigas ter o que falar
É a onda da paixão paranóica
Praticando sexo como jogo de azar
Uma noite ela me disse "quero me apaixonar"
Como quem pede desculpas a si mesmo
A paixão não tudo tem nada a ver com a vontade
Quando bate é o alarme de um louco desejo
Não dá para controlar, não dá
Não dá pra planejar
Eu ligo o rádio
E blá, blá, blá, blá, blá, blá
Eu te amo
Sua vida burguesa é um romance
Um roteiro de intrigas
Pra Fellini filmar
Cercada de drogas, de amigos inúteis
Ninguém pensaria que ela quer namorar
Reconheço que ela me deixa inseguro
Sou louco por ela e não sei o que falar
O que eu quero é que ela quebre a minha rotina
Que fique comigo e deseje me amar.

Por Aleh às 23:24 . Bjos.

Um comentário:

Universo B disse...

legal teu blog, legal teus dizeres legal você... e legal esta musica que estava na minha cabeça e procurando saber o nome na net, achei aqui.. ( a do lobão) e legal ver que você ouve jupiter maça.... legal tudo isso... rs